Dica, Quantum

Não caia nessa! Desvendamos quatro mitos sobre os celulares

Dias atrás recebi de um parente uma mensagem via WhatsApp alardeando quatro recursos “escondidos” nos celulares. A mensagem tinha todas as caracteristicas de uma corrente: afirmações fantásticas, a promessa de conhecimento secreto e a tradicional mensagem “repasse para seus amigos”. E de fato a maioria do que estava lá é pura invenção embora, como em toda corrente, alguns trechos sejam verdadeiros. Por isso decidimos fazer este post desvendando estes mitos sobre os celulares, para evitar que vocês caiam nessa e propaguem informações falsas. Prestem atenção:

Quatro mitos sobre os celulares

Número 1: “O número universal de emergência para celular é 112”

Se você estiver fora da área de cobertura de sua operadora e tiver alguma emergência, disque 112 e o celular irá procurar conexão com qualquer operadora possível para enviar o número de emergência para você.

Esse é um mito “baseado em fatos reais”. O número de emergência, não importa se em celulares ou telefones fixos, é 112, mas na Europa. Entretanto, em 2013 uma resolução da Anatel determinou que ligações para este número (bem como para 911, o número norte-americano) devem ser conectadas aos serviços de emergência locais, como uma forma de facitar o auxílio a turistas estrangeiros que visitavam para a copa do mundo.

Os números de emergência no Brasil são outros: 190 para a Polícia Militar, 191 para a Polícia Rodoviária Federal, 192 para o SAMU (ambulâncias para atendimento de urgências) e 193 para os Bombeiros. E sim, eles funcionam mesmo que seu celular não tenha créditos ou esteja fora da área de cobertura de sua operadora, desde que haja sinal de alguma outra operadora no local para completar a ligação.

Número 2: É possível usar o celular como “chave reserva” de um carro com controle remoto

Se você trancar seu carro com a chave dentro e a chave reserva estiver em sua casa, ligue pelo seu celular, para o celular de alguém que esteja lá. Segure seu celular cerca de 30cm próximo à porta do seu carro e peça que a pessoa acione o controle da chave reserva, segurando o controle perto do celular dela. Isso irá destrancar seu carro.

Pura mentira. Os controles remotos para automóveis funcionam por sinais de rádio, mais especificamente na frequência de 315 MHz para veículos norte-americanos e 433.92 MHz para veículos comercializados na Europa e Ásia, segundo este artigo. E sinais de rádio não podem ser “repassados” por uma ligação telefônica. Simples assim.

Número 3: Há uma “bateria reserva” em seu smartphone

Vamos imaginar que a bateria do seu celular esteja fraca. Para ativar, pressione as teclas: *3370#. Seu celular irá acionar a reserva e você terá de volta 50% de sua bateria. Essa reserva será recarregada na próxima vez que você carregar a bateria.

Esse é um dos mitos sobre os celulares que mais me faz rir. A autonomia de bateria é um dos itens mais importantes para o consumidor na hora de escolher um aparelho, e não faria sentido para um fabricante “esconder” metade da capacidade (expressa em mAh, miliampére-hora) em uma reserva secreta, quando essa capacidade extra poderia ser um diferencial no momento da venda.

mitos sobre os celulares bateria
Acabou a bateria? Não existe mágica, a solução é recarregar.

Não existe mágica, se a bateria do seu smartphone está “nas últimas” a única solução é encontrar uma tomada. Entretanto, há algumas coisas que você pode tentar para reduzir o consumo e fazer a bateria durar mais tempo.

Número 4: Um truque para mostrar o “numero de série” do celular

Para conhecer o número de série do seu celular, pressione os seguintes dígitos: *#06#. Um código de 15 dígitos aparecerá. Este número é único. Anote e guarde em algum lugar seguro. Se seu celular for roubado, ligue para sua operadora e dê esse código. Assim eles conseguirão bloquear seu celular e o ladrão não conseguirá usá-lo de forma alguma.

Outro mito com um fundo de verdade, mas ainda assim incorreto. O que esse código mostra não é o número de série, mas sim o IMEI: ele é realmente um “identificador único” e universal para cada smartphone em uso, que pode ser usado para bloquear um aparelho junto à operadora, assim ele não poderá mais ser usado.

Você também pode descobrir o IMEI de outras formas: em um smartphone Android ele é visível em Configurar / Sobre o Telefone / Status / Informações do IMEI. Ou então em uma etiqueta colada à embalagem de seu aparelho. Note que em um smartphone Dual-SIM há um IMEI para cada “linha”, e você precisará bloquear ambas em sua operadora.

Estes são apenas alguns dos muitos mitos sobre os celulares que circulam por aí. Por via de regra, desconfie de informações que circulam por correntes ou pedem que você “repasse para todos os conhecidos”. E quando em dúvida, faça uma pesquisa na internet. A mentira tem pernas curtas, e bastam alguns minutos no Google para desmascará-la.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Blog Meu Quantum tem como objetivo dar aos leitores informações que os ajudem a tirar o máximo de seus smartphones, e não é um espaço de suporte técnico ou atendimento ao cliente. Para reparos, dúvidas sobre o funcionamento de seu smartphone Quantum ou acompanhamento de pedidos, entre em contato com nossa equipe de atendimento. Comentários não relacionados aos temas dos artigos serão excluídos.